sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

A madrugada de sexta (31) para sábado (1º) será o melhor momento para enxergar os satélites


Na última quarta-feira, a SpaceX, do bilionário, adicionando 60 deles aos 180 já em órbita. Durante as próximas semanas, os satélites poderão ser vistos da Terra, mesmo a olho nu.
Os 60 novos satélites da SpaceX alcançaram, com sucesso, uma órbita de cerca de 440 km de altitude. Eles poderão ser vistos porque estão bem juntos e em órbita relativamente baixa. Aqui no Brasil, a melhor oportunidade de enxergá-los será na madrugada de sexta (31) para sábado (1º), se não houver muitas nuvens ou chuva.
Até domingo (2), a nova frota Starlink estará mais visível por aqui antes do nascer do Sol, entre 4h50 e 5h10 da manhã, e também no início da noite, entre 19h20 e 19h40.
Para quem quiser ver os satélites da empresa de Elon Musk, é bom aproveitar as próximas semanas, já que com o tempo, eles vão se separar e subir para sua altitude operacional (cerca de 550 km). Nesse ponto, será praticamente impossível vê-los sem a ajuda de um telescópio.
Ao olhar para o céu na madrugada de sexta (31) para sábado (1º), será possível enxergar uma espécie de "trenzinho" luminoso, como se fossem estrelas se mexendo. Na realidade, os satélites não emitem luz própria, portanto, o que enxergamos é a luz do Sol refletida na carcaça de metal dos satélites.
A trajetória da quarta frota de satélites Starlink pode ser acompanhada, ao vivo, por calculadoras astronômicas como as dos sites Heavens Above e N2YO. Com eles, é possível descobrir os horários exatos das próximas passagens do satélite sobre sua localização.
O NY20, inclusive, percebe automaticamente a sua localização pelo IP, então basta clicar para ver quando os satélites poderão ser vistos na sua cidade. Quanto mais forte for o tom de amarelo, mais visível será a passagem.
O Heavens Above funciona de forma parecida. Ao selecionar um local no Brasil, o site passa a ser exibido em português, indicando quais passagens serão visíveis. 

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Novo modelo de placa do Mercosul será obrigatório a partir do dia 31


A partir do dia 31 deste mês o uso da placa Mercosul passa a ser obrigatório em todo o País, mas não para todos os veículos. O prazo foi definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), no dia 28 de julho de 2019. O sistema, que deveria ter entrado em operação em janeiro de 2016, teve seis adiamentos. O novo prazo foi determinado para que os órgãos estaduais de trânsito pudessem credenciar as fabricantes das placas.
Dos 26 Estados brasileiros, apenas dez já haviam aderido à nova Placa de Identificação Veicular (PIV). São eles: Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Rondônia.
São Paulo, por exemplo, ainda não havia aderido ao modelo. O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) informou que passará a utilizar o novo sistema a partir de 1.º de fevereiro.
A placa Mercosul passa a ser obrigatória para veículos novos, no primeiro emplacamento. E também para os veículos transferidos de município ou de Estado ou, ainda, em caso de furto ou dano extenso à placa, que dificulte a leitura. De acordo com o Detran-SP, pessoas que desejam trocar voluntariamente a placa também podem aderir ao novo modelo.

domingo, 19 de janeiro de 2020

Estudantes de escolas técnicas embarcam para intercâmbio na Europa pela primeira vez


Quinze alunos foram contemplados na primeira edição 
da modalidade técnica do Programa Ganhe o Mundo.
 Embarque para a Inglaterra ocorreu neste domingo.

Quinze estudantes da rede pública de ensino 
de Pernambuco embarcaram, neste domingo 19, 
para um intercâmbio na Inglaterra. Eles fazem 
parte da primeira edição da modalidade técnica 
do Programa Ganhe o Mundo, que custeia os
estudos de jovens pernambucanos em escolas do exterior.